domingo, 22 de abril de 2018

Hoje na Rubem

Empilho algumas frases que talvez tenham sentido, embora dificilmente brilho.

https://rubem.wordpress.com/2018/04/22/frases-talvez-com-algum-parentesco-raul-drewnick/

Festeiro

Contra todas as aparências, o chato pode ser muito amável. Sabe em que dia nascemos, em que dia fomos registrados, em que dias não ganhamos o Nobel - e em todas essas datas inevitavelmente nos cumprimenta.

Preservação (para o Gianluca, a Bianca, a Nicole, a Duda e a Bia)

Jamais comece uma frase com um passarinho, se no meio dela houver o risco de surgir um gato.

O de sempre

Se num romance policial aparece logo na primeira frase um rio, é quase certo que nele será encontrado, algumas linhas depois, o corpo de um milionário libertino e famoso por sua ligação com a máfia das drogas e da prostituição.

sábado, 21 de abril de 2018

Assim sim (para o Ariovaldo Bonas)

Gostaria de relembrar minha infância se dela houvesse participado, digamos, a Madonna, e lhe tivesse agradado brincar de consultório - mesmo  que ela quisesse ser sempre a médica.

E não é? (Para Angela Brasil)

O melhor da psicanálise é sempre arranjar para os nossos atos um culpado que nunca somos nós.

Brincadeirinha

O Marquês de Oliveira -
um dos orgulhos nossos -
do que mais gostava
nas azeitonas
era dos seus caroços.