quarta-feira, 22 de novembro de 2017

Similaridade

Um morto é como certos decretos: infelizmente irrevogável.

A exceção

Quando o homem entrou com o revólver na mão, todos no velório, menos o defunto, gritaram.

Lástima

Há defuntos tão bem-sucedidos que é uma pena não poderem fazer um autoelogio.

Fim

Chega o momento em que o poeta velho não tem mais nem uma saudadezinha no estoque.

Obviedade

Pesando a questão bem pesada
e sendo bem realista,
melhor ser niilista
do que não ser nada.

Soneto da razão e dos seus efeitos

Quer a tenhamos, quer não,
Tudo de que nos gabamos
E tudo que lastimamos
Atribuímos à razão.

Em tudo quanto fazemos
Garantimos tê-la usado
E como guia tomado,
Acertemos ou erremos.

Quem há de nos acusar,
Quem irá nos culpar,
Quem será tão inclemente?

No mundo não há ninguém,
Como nós, que erre tão bem
E tão conscienciosamente.

terça-feira, 21 de novembro de 2017

Coerência

A viúva, no velório do poeta: "Ele sempre teve essa cara de infeliz."